Usamos cookies para que nosso site funcione da melhor forma e para coletar informações que nos ajudam a aprimorá-lo para você.
Informações sobre privacidade e cookies

OK
  1. Em foco
  2. Vedações subterrâneas Roxtec
  3. Enfrentando falhas nos comutadores
  4. Design para fornecimento estável de energia

Design de subestações elétricas para fornecimento estável de energia

Design de subestações elétricas para fornecimento estável de energia

Como garantir a transmissão e a distribuição seguras e confiáveis de eletricidade? A receita é adicionar conhecimento, comprometimento e soluções inovadoras ainda no início da fase de design da subestação.

Entre a usina de geração e o usuário final da eletricidade, há um sistema inteiro de transmissão e distribuição cujo objetivo é garantir o fornecimento confiável de energia. As redes de energia são geralmente divididas na transmissão de níveis de energia elevados que, então, são reduzidos na rede de distribuição local. Tradicionalmente, as redes de distribuição são alimentadas somente por um lado. Mas hoje, com a geração localizada, a energia também ingressa na rede em nível local.

O papel das subestações

As subestações são parte do sistema de transmissão. Sua função é transformar níveis de voltagem altos em baixos ou vice-versa. Ao construir e colocar em operação uma subestação, é necessário realizar uma série de projetos para atender a diferentes leis e padrões locais e internacionais.   

power-sapei.jpg

Etapas do design de uma subestação

  1. Design de um sistema de aterramento e equipotencialização. 
  2. Design do layout da subestação. O layout de uma subestação consiste principalmente na organização de componentes de comutação de acordo com a função e as regras de separação espacial. Isso inclui o posicionamento de equipamento, design do barramento, design de escotilhas de acesso, conduítes e sistemas de energia CA auxiliares, bem como a seleção de baterias CC, carregador de bateria e outros sistemas de suporte.
  3. Suporte de engenharia para licenciamento e permissões. Isso inclui preparar desenhos verificados por engenheiros profissionais, testemunhar em audiências públicas na municipalidade afetada pelo plano da planta, solicitar estudos sobre ruído e EMC e selecionar meios de mitigação, se necessários.
  4. Design civil e estrutural.
  5. Especificação e solicitação de equipamentos. Como a especificação dos principais equipamentos é uma das tarefas mais críticas na engenharia de subestações, há muitos detalhes envolvidos.

Como gerenciar – Etapa 5

Um grande desafio para designers e empreiteiros é especificar e encomendar vedações duráveis de alta qualidade para cabos e tubos de proteção de cabos nas entradas para as subestações e dentro das próprias subestações. 

A solução é usar sistemas de vedação modulares mecânicos. Eles melhoram o desempenho e aumentam a eficiência em termos de custos, prazo e entrega do projeto. Ao fornecerem estanqueidade total a água e gás, os sistemas mecânicos também impedem odores indesejados e a entrada de insetos e animais de pequeno porte.

Soluções eficientes em termos de custos

O uso de sistema de vedação modulares é eficiente desde o primeiro dia. Eles simplificam o planejamento e o design, aceleram a montagem e reduzem a necessidade de suprimentos, materiais e logística. Isso permite que os departamentos de manutenção promovam atualizações no local e resolvam situações imprevistas que envolvem dimensões, quantidades ou materiais de cabos ou tubos. As economias a longo prazo são inquestionáveis: os sistemas de vedação reinstaláveis permitem aos usuários economizar tempo e dinheiro ao longo do ciclo de vida da subestação.

Ferramentas digitais, como aplicativos online de configuração de vedações, também ajudam a reduzir os riscos ao garantir que as decisões relacionadas às vedações de cabos e dutos sejam tomadas durante a fase de design – e não em campo.

Mais sobre sistemas de vedação modulares para cabos e tubos