1. Biblioteca de conhecimento
  2. Proteção e prevenção
  3. A importância da prevenção de roedores na infraestrutura ferroviária

A importância da prevenção de roedores na infraestrutura ferroviária

A importância da prevenção de roedores na infraestrutura ferroviária

Roedores, especialmente ratos, são uma ameaça comum a equipamentos críticos ao longo da ferrovia. Eles podem causar grandes interrupções nos sistemas elétricos e de sinalização mastigando os cabos. Ao danificar o equipamento, os ratos não causam apenas tempo de inatividade e trabalhos de reparo dispendiosos. Eles também causam acidentes fatais. Portanto, é fundamental vedar as entradas de cabos, conduítes e tubos de forma a eliminar a intrusão de roedores.

No ainda relevante artigo "Ratos causam quase desastre em uma ferrovia ao mastigar cabos de sinal" no Voltimum, uma plataforma global de comunicação da indústria elétrica, James Hunt relata o assunto. Ele dá dois exemplos do Reino Unido, onde um buraco roído em um cabo de alimentação de alta tensão causou um colapso na linha principal da Costa Oeste e levou a 20 cancelamentos de trens e 99 atrasos. Um incidente semelhante entre Preston e Lancaster causou um cancelamento e 289 atrasos. Outro exemplo é da Austrália, onde houve atrasos em quatro linhas de trem devido a um incêndio. Os trabalhadores ferroviários acreditavam que o incêndio foi causado por ratos que mastigavam as grossas tampas de cabeamento e expondo os cabos de alta tensão. Cabos roídos podem resultar em curtos-circuitos elétricos, incêndios e até mesmo colisões de trens.

Risco de acidentes graves

Pior ainda do que o tempo de inatividade e os atrasos são os possíveis acidentes. O mesmo artigo destaca um comunicado de imprensa da BASEC, o Serviço Britânico de Aprovações de Cabos, afirmando que um trem TGV de alta velocidade foi atingido por trás por um trem regional no sudoeste da França. O trem regional havia passado por um sinal erroneamente colocado em verde e, momentos depois, colidiu com o trem TGV com 178 passageiros. Felizmente, ninguém morreu. Apenas três pessoas dos 40 feridos ficaram gravemente feridas. Uma investigação das ferrovias francesas descobriu que o mau funcionamento foi causado por roedores mastigando cabos de sinal na via.

Perseguição cara de roedores

Além de acidentes, interrupções irritantes e reparos dispendiosos, muitas organizações lutam com os enormes custos para perseguir pragas. Em um artigo em seu site, a India TV News afirma que um relatório da Indian Railways revelou que várias centenas de milhares de dólares americanos foram gastos no rastreamento de roedores a bordo de trens em apenas três anos. O valor médio chegou a aproximadamente 263 dólares por rato capturado.

Como mitigar os roedores?

A melhor coisa a fazer é, obviamente, manter os roedores fora da infraestrutura ferroviária. Em seu artigo, Hunt cita um executivo da BASEC recomendando "medidas preventivas sensatas" e que "deve-se buscar conselhos de empresas especializadas", mas também lembrando aos especificadores, instaladores e usuários finais que é menos custoso "garantir que os furos, cavidades e buracos, mesmo os menores, estejam bloqueados nos edifícios". A primeira linha de defesa na prevenção de pragas é a construção de barreiras físicas em paredes, pisos, armários e recintos.

Apenas sistemas comprovados funcionam

Depois de ler esses artigos, você percebe que pode ser muito sensato vedar todas as penetrações de cabos, conduítes e tubos usando sistemas comprovados de mitigação de animais, como o sistema de vedação de cabos da Roxtec. Muitos empreiteiros ainda usam espuma de spray ou massa de vidraceiro ao tentar vedar os cabos, mas esses materiais não são suficientes para impedir a entrada de roedores. Os animais mastigam até poderem entrar no prédio mais quente e usar as sobras para construir seus ninhos. E quando há uma abertura, ratos e camundongos são rapidamente seguidos por cobras, aranhas e outros insetos, criando risco de incêndio, falta de energia e falha fatal.

Por que usar produtos Roxtec?

  • Soluções certificadas e de engenharia
  • Resistente a pragas e roedores
  • Classificado para proteção contra fogo, gás e água